fbpx

O termo “arritmia” refere-se a qualquer alteração na sequência normal dos impulsos elétricos cardíacos. Algumas arritmias são tão curtas (por exemplo uma pausa ou extra-sístole) que a frequência cardíaca global não é significativamente alterada. Se forem mais prolongadas poderão causar um aumento (taquicardia) ou uma diminuição (bradicardia) sustentada da frequência cardíaca e acompanharem-se de sintomas como palpitações, tonturas, cansaço, mal-estar torácico ou mesmo perda de consciência.

Sabe-se que a respiração nasal é um fator essencial para o correto crescimento e desenvolvimento das estruturas do crânio e da face. Existem três tipos de respiração: nasal, oral e mista, sendo que a mista é uma mistura das duas anteriores. A criança pode respirar exclusivamente pelo nariz, o que seria o mais correto, pode respirar maioritariamente pela boca ou respirar de forma mista.

É comum, embora errado, pensar-se que os tratamentos ortodônticos se iniciam a partir dos 12 anos, quando a dentição definitiva está completa. Atualmente todas as crianças devem ser avaliadas nesta área entre os três e os sete anos, idade média em que os primeiros molares permanentes erupcionam.

As crianças devem ser vistas por um Médico Dentista desde cedo, de modo a prevenir o aparecimento de cáries e interceptar hábitos prejudiciais. As consultas devem iniciar-se logo quando nascem os primeiros dentes temporários, comumente denominados de “dentes de leite” – entre os 6 e os 8 meses de idade. As consultas de reavaliação devem ter intervalos de 6 meses. A dentição temporária estará completa entre os 2 anos e meio e os 3 anos de idade. Após o primeiro ano de vida, e caso a criança não apresente qualquer dente nesta altura, deverá ser consultada por um Médico Dentista.

Av. Rainha D. Amélia 74 Fracção O 

6300 - 749 Guarda

Tel.: +351 271 105 652 | 938 169 960

geral@clinicadosorriso.pt

 

Diretora Clínica: Drª. Rita Vilar,

Médica Dentista